Image Alt

5ª Edição - 2019

Coral Comunitário da EAUFPA

Adamilson Guimarães de Abreu

Mestre em Regência Coral, Especialista em Educação Musical e Bacharel em Canto, Teoria Musical e História da Arte pela University of Missouri, EUA. Foi premiado em vários concursos nacionais e internacionais de canto lírico e canto coral. Nos Estados Unidos participou de montagens de óperas, concertos sinfônicos, recitais de canto e de coral, incluindo turnê à Europa com o coral University Singers da University of Missouri. Adamilson tem dado oficinas de
canto, julgado festivais de música, dado palestra e apresentado trabalhos acadêmicos no interior do estado do Pará, capital e outros estados. Foi professor de canto coral e canto lírico do Conservatório Carlos Gomes – Belém , professor substituto na classe de canto lírico da Escola de Música da Universidade Federal do Pará – EMUFPA e professor adjunto de canto coral da Universidade do Estado do Pará – UEPA. Também foi maestro preparador de coro das óperas Romeu e Julieta e La Traviatta no Festival Internacional de Ópera de Belém – PA e regeu a
ópera La Traviata no Festival Internacional de Música do Pará. Atualmente é professor efetivo de Artes – Música da carreira do Ensino Básico Técnico e Tecnológico da UFPA, lotado na Escola de Aplicação – EAUFPA.

Informações do Grupo

O Coral Comunitário da EAUFPA, Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará – UFPA foi formado em 2017, como parte integrante e principal instrumento de atividades de projeto de Ensino e Extensão. Coordenado pelo professor e maestro Adamilson Guimarães de Abreu, está em seu terceiro ano de realização. O projeto tem como principais objetivos: promover a interação e integração entre os diversos atores da comunidade escolar – professores, servidores, alunos e familiares; servir como ferramenta pedagógica de exercício interdisciplinar
de ensino; levar a mensagem cultural do canto coral a diversos ambientes acadêmicos e sociais; fazer o ensino de música democraticamente disponível a todos de forma lúdica, prática e prazerosa, e conscientizar os participantes da relevância de seu papel na transmissão de um saber cultural universal, o canto coral comunitário, valorizando-o historicamente dentro do contexto da Escola de Aplicação da UFPA. Neste sentido, o Coral Comunitário da EAUFPA já participou de várias apresentações artístico-culturais, eventos acadêmicos e outras  atividades, tanto internas como externas à unidade. Participar da Mostra de Corais de Florianópolis é parte do processo de consolidação dos objetivos deste projeto da Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará – EAUFPA.

CORAL TONS DE LUZ

Cristian Gonçalves

Natural de Florianópolis, o maestro Cristian Gonçalves atua intensamente na cena coral de Florianópolis desde o ano 2001, sendo fundador do coral Vozes do Divino como menino cantor. Atua profissionalmente como, cantor, regente, regente assistente, professor de canto, professor de educação musical infantil e especial, professor de flauta doce, compositor e arranjador. Desenvolveu trabalhos na EEB Padre Anchieta, EEB Hilda Theodoro Vieira, NAE – núcleo Arte- educação (Irmandade do Divino espírito Santo), Academia Livre de Música, Escola Allegro Vivace, Escola Camerata Florianópolis, Sonorità Espaço Musical, H7 Escola de Música, Associação Coral Hospital Florianópolis, Coral do Imperial Hospital de Caridade, Polyphonia Khoros. Possui especialização em educação musical infantil, educação musical especial, canto e regência coral. Atualmente dirige os grupos: Abaré, grupo vocal; Coral São Luiz e Coral Tons de Luz participando também do Grupo Cantus Firmus como cantor e do Madrigal da UDESC como cantor e regente. Desenvolve no projeto CEAFIS as ofinas de flauta doce, musicalização infantil e o Coral Tons de Luz desde maio de 2019.

Informações do Grupo

O coral Tons de Luz é formado por crianças atendidas pelo Centro de Apoio à Formação Integral do Ser (CEAFIS), entidade criada para desenvolver a ação social da Casa Espírita Recanto de Luz, no bairro monte cristo, em Florianópolis. Suas atividades iniciaram em 2015 sob direção do maestro André Franzoni Alexandre. O projeto envolve participantes que vivem em situação de vulnerabilidade social nas comunidades do Chico Mendes, Monte Cristo e Procasa. o Coral Tons de Luz participou de todas as edições anteriores da Mostra de Corais de Florianópolis.

Grupo Nós&Vozes

Paulo Sol

O Maestro Paulo Sol já fez parte de vários grupos musicais desde o final dos anos 60: THE GLASSES como contrabaixista e cantor; CORAL DA UFSC como arranjador, instrumentista e cantor; grupo SERESTAR (SERENATAS) COMO COORDENADOR, ARRANJADOR E CANTOR. É também proprietário e diretor do ESTÚDIO DE ENSAIOS E GRAVAÇÕES PAULO SOL. Atualmente participa no Grupo NÓS&VOZES como maestro, arranjador e percussionista vocal

Informações do Grupo

O grupo NÓS&VOZES surgiu em 2004, criado por um grupo de amigos que tinham em comum o amor à música e à harmonia vocal além da vontade de criar e interpretar arranjos vocais com uma característica própria. O grupo já passou por várias formações e tem como fundadores Marisa Salgado e Paulo Sol, este último também o principal arranjador do grupo. Na formação atual o grupo é composto por dez integrantes que interpretam arranjos próprios que contém elementos de polifonia e percussão vocal. O show preparado para Mostra de Corais 2019 tem como título “Loucuras do Tom Zé” , com uma amostra significativa de sua obra, passando por músicas poéticas, de crítica política, social e de costumes, outras com arranjos criativos e inusitados, resumindo um pouco de seu trabalho.

CORAL ENCANTOS

Robson Medeiros Vicente

Participante de painéis de regência, laboratórios e outros cursos de aprimoramento na área do canto coral. Com uma carreira de 25 anos de regência, atua também como cantor, compositor, arranjador e produtor musical, participando de inúmeros projetos importantes. Tem o ecletismo como característica profissional. Atuou regendo corais em vários estados do Brasil, França, Espanha, Portugal, Estados Unidos, Itália, Israel e Chile. Esteve em turnê recentemente na Turquia, Egito e Israel. Vem atuando à frente de vários eventos importantes que preenchem a sua trajetória, tais como: preparação e regência do Coro das Mil Vozes na Missa solene de encerramento do 15º Congresso Eucarístico Nacional (união de 37 corais do litoral catarinense). Atualmente atua como regente oficial em nove corais de cinco municípios de Santa Catarina. Participou da Liga Cultural Artística Alto Uruguai, onde, como regente, conquistou nove títulos de campeão sul brasileiro de corais. Idealizador, produtor e diretor do Show Outubro Rosa, com o Grande Coro Vozes de Santa Catarina, em campanha do combate ao câncer de mama. O show faz parte do calendário cultural de Florianópolis.

Informações do Grupo

Coral Encantos foi constituído em 11 de novembro de 2002, na cidade de Florianópolis e contava com 20 cantores. Inicialmente tinha como objetivo a gravação de um CD de músicas religiosas, compostas pelo regente Robson Medeiros Vicente. Devido ao resultado, o trabalho do Coral foi continuado com a proposta de fazer um trabalho alegre e dinâmico seguindo o lema “Cantar e Encantar”, tendo como finalidade promover, desenvolver, incentivar a arte do canto coral e a cultura musical através de apresentações artísticas e culturais como forma de divulgação e socialização do canto coral, participação de intercâmbios, integração com outros corais e entidades musicais para troca de experiências e também estimular a continuidade do canto coral, abrindo espaço aos novos talentos, os quais poderão ser encontrados no berço dos corais infanto-juvenis. Os jovens cantores do Coral Encantos são oriundos do Coral Infanto Juvenil Vozes do Amanhã, do Instituto Estadual de Educação de Florianópolis. O Coral tem em sua bagagem diversas participações e títulos em Festivais competitivos. O grupo é formado por um grupo dinâmico e eclético e tem em seu repertório desde canções populares até clássicos da música universal. O maior desafio, contudo, é encontrar o apoio necessário ao desenvolvimento cultural, sendo que este canaliza as esperanças de todo aquele que quer ver o crescimento da arte e da cultura no Estado, e cujo reflexo dar-se-á na vida de cada participante que tem arraigado dentro de si o desejo de mostrar seu talento e de “Encantar”.

MADRIGAL UDESC

Cristina Emboaba

Possui graduação com Bacharelado em música com habilitação em regencia pela Universidade Estadual de Campinas (1986). É Mestre em Musiclogia na pós-Graduação da ECA-USP, sob orientação do Prof. Dr. Rodolfo Coelho de Souza e Doutora na mesma universidade em musicologia sob a orientação do Prof. Dr.Rubens Russomano Ricciardi.Foi regente coral da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho nos campi de Franca e Jaboticabal de 2003 a 2015. Atuou como regente convidada do Madrigal Ademus, ligado ao Departamento de Música da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, campus de Ribeirão Preto. Tem experiência na área de música com regência,composição e arranjos para coro. Na área de teatro atuou como compositora de trilhas musicais e interpretação teatral.Em educação atuou como professora de música especializada em pedagogia Waldorf.Desenvolveu um projeto de pesquisa para o Museu de Imagem e do Som de Ribeirão Preto sobre o radio clube PRA-7. É integrante desde 2013 do laboratório de Ciência da Performance NAP-CIPEM do Departamento de Música da FFCLRP/USP, e desde 2014 do Grupo de Pesquisa CNPq Poíesis, Práxis e Theoria em Música. É integrante do grupo de câmara Brasil Matuto desde sua fundação em 2014 como pianista, violonista, regente e cantora.Atualmente é docente efetiva do Departamento de Música do Centro de Artes da Universidade Estadual de Santa Catarina – UDESC/CEART nas áreas de Regência, Prática de Coral e Prática de Conjunto, aprovada em concurso público em julho/2015.

Informações do Grupo

Grupo vocal de câmara formado por alunos e ex-alunos do Departamento de Música da Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC em 2016 com direção artística e regência da profa. Dra. Cristina Emboaba. É vinculado ao programa de extensão “Engenho Musical” coordenado pela profa. Dra. Cristina Emboaba, ligado à Pró-Reitoria de Extensão da UDESC/CEART. Dedica-se ao repertório vocal histórico a partir da Renascença até a atualidade, contemplando obras pré e pós-tonais, bem como obras e arranjos de música brasileira de todos os tempos. Proporciona aos discentes que se interessam por regência coral a possibilidade de exercerem essa atividade em caráter laboratorial junto ao grupo, bem como a atividade de composição de obras para o grupo.

STUDIO RAVENA

Ricardo Moritz

Formado em Bacharelado em Música pela UDESC,também formou-se Técnico em Regência Coral pela ETEC/SP. É Pianista Titular da Orquestra Sinfônica de Santa Catarina. Atuou na Regência nos Corais da Serte,Coro Lírico da OSSCA, Coral Elias Mafra e na preparação vocal dos Corais do Musical “Terra da Fantasia”,apresentado em Julho deste ano. Está atualmente na direção musical e regência do Coro Studio Ravena.

Informações do Grupo

O grupo iniciou suas atividades em 2010, e vêm atuando em apresentações, casamentos e grandes eventos no cenário musical catarinense. Com formação camerística, o Studio Ravena tem a proposta de apresentar música lírica e popular com variedade no seu repertório, e tem como características, a inovação, o talento individual de seus componentes, a improvisação vocal e o uso de recursos sonoros diferenciados, o que estabelece identidade e dinamismo em suas performances, atraindo o público em geral. Objetivando fugir da concepção tradicional de 4 naipes, o grupo se destaca pela sua desenvoltura vocal, interpretando arranjos com até 10 linhas. Dentre os trabalhos do grupo, se destacam a gravação do Hino Municipal de São Bonifácio, juntamente com a Orquestra Sinfônica de Santa Catarina, a gravação em CD de uma missa inédita composta por Josef Warmuth, as apresentações no Congresso Nacional dos Consumidores da Celesc e no Espaço Cultura da FIESC, e a brilhante participação no Musical “Terra da Fantasia”, realizada em julho deste ano. Pelo 4o ano consecutivo, o Coro Studio Ravena está participando da Mostra de Corais em Florianópolis. Mais informações pelo Instagram: @studioravena ou studioravena.com.br

CORAL EIU VOICES

Rita Adriana Sterling

Maestrina, pianista e cantora lírica tendo no seu currículo apresentações como o musical Show Boat realizado no teatro São Pedro em São Paulo bem como outras apresentações em Miami. Criadora da Ação Social Coral Heavenly Voices a qual atende crianças e jovens de escolas publicas e criação do coral eiu Voices com o intuito de expandir o conhecimento e desenvolvimento musical através do canto coral, na criança bilingue.

Informações do Grupo

A escola Internacional UNISOCIESC que e presenca ativa na sociedade com um ensino bilingue e tripla diplomacao, tem por objetivo formar cidadaos com autonomia e elevada capacidade de realizacao. Em 2018, formou, o Coral eiu Voices o qual tem a finalidade de expander os conhecimentos sobre musica, indo desde a musica classica ate a musica popular, perfazendo desta maneira, com que os coralistas experimentem a diversidade de musicas em diferentes linguas, melodias e formas musicais.

POLYPHONIA KHOROS

Per Ekedahl

Per Ekedahl é Mestre em Música pela Royal College of Music, Estocolmo (Suécia), onde estudou regência coral com Robert Sund. Entretanto, sua maior influência foi definitivamente o maestro Eric Ericson com quem estudou vários anos. Cantou, durante 15 anos, como tenor em quatro corais profissionais regidos pelo reconhecido maestro sueco, com os quais realizou mais de trinta turnês internacionais. Como regente coral Per Ekedahl trabalhou com corais juvenis, coros mistos e masculinos, assim como regeu coros de câmara de elevado nível artístico. Em 1996, em Praga (República Tcheca), foi premiado com medalha de ouro em uma competição internacional de coros. Nos últimos anos trabalhou como produtor de concertos, especialmente, para crianças e jovens. Internacionalmente, além de ser convidado como palestrante em eventos culturais, tem sido membro ativo da Organização Jeunesses Musicales International (JMI), sendo Presidente desde 2008 a 2014, quando foi nomenado Presidente Honorário. Atua como cantor em coro professional, rege corais e ministra oficinas de regência coral.

Informações do Grupo

O Polyphonia Khoros é um coro Fundado em 2000, por Mércia Mafra Ferreira, e é considerado um dos mais importantes coros de Santa Catarina. Com 19 anos de atividade ininterrupta, o grupo vem produzindo com excelência apresentações com repertório variado, abarcando não só o repertório clássico e popular, mas também a música contemporânea. Dentro de sua vasta experiência, pode-se destacar as 22 turnês por mais de 50 cidades de Santa Catarina, uma turnê por todos os Estados da região Sul e Sudeste, uma turnê por cidades da Argentina e Uruguai e, representado por um octeto, se apresentou em todos os Estados brasileiros, em 116 cidades. Realiza concertos nos mais variados formatos: a capella, coro e orquestra, coro e piano, coro e órgão de tubos e também coro e violão. Além disso, tem participado de grandes obras sinfônicas e nove montagens de óperas. O Polyphonia Khoros é composto por cantores experientes, estudantes de canto lírico, alguns possuindo mestrado e doutorado na área.

CORAL VOZES DO MAR

Miguel Philippi

Iniciou seus estudos em música no Conservatório de Música do Seminário Santo Antônio no Estado de São Paulo. Foi aluno do curso de Graduação em Música na Universidade do Estado de Santa Catarina. Participou do curso de regência coral do Festival de Música de Santa Catarina. Aperfeiçoou-se no estudo de técnica vocal com a soprano Masami Ganev. Atualmente, é aluno de órgão de tubos da professora Jeanine Mundstock. É regente dos grupos corais Associação Coral Santíssima Trindade (Trindade – Fpólis), Coral Nossa Senhora da Lapa (Ribeirão da Ilha – Fpólis), Vozes do Mar (Caieira da Barra do Sul – Fpólis), Cantores de São Francisco de Assis (Jurere Internacional – Fpólis), Vozes de Jurerê (Jurere Internacional – Fpólis) e Cantoria da Associação Catarinense do Ministério Público. Desde 2012 atua na preparação do Coro para a tradicional Procissão anual do Senhor dos Passos de Florianópolis. Foi coordenador do Setor de Música e Canto Litúrgico da Arquidiocese de Florianópolis, sendo atualmente assessor deste setor. É compositor de música litúrgica, e desde 2016 participa dos encontros anuais da Equipe de Compositores e Letristas da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Informações do Grupo

O Coral Vozes do Mar iniciou suas atividades em 2013. Inicialmente chamado de Coral Bom Jesus dos Pescadores, sediado na comunidade de mesmo nome, bairro Taperinha da Barra do Sul, recebeu este nome em 2018, ao unir-se com cantores da comunidade São Lucas, do bairro Tapera. O grupo realiza apresentações musicais, participa de encontros de corais, concertos natalinos e atividades religiosas em Florianópolis e outras localidades do Estado de Santa Catarina. Para esta edição da Mostra de Corais, o grupo contará com a participação de cantores da Associação Coral Santíssima Trindade, de Florianópolis.

AÇÃO SOCIAL CORAL HEAVENLY VOICES

Rita Sterling

Cantora Lírica e popular, pianista, Criadora e formadora da Ação Social Coral Heavenly Voices, maestrina do eiu Voices da escola UNISOCIESC de Florianópolis, a sua maior obra como cantora lírica foi o musical Show Boat no teatro São Pedro mas também fez parte de bandas musicais em Miami na Flórida.

Informações do Grupo

Antes de sua sabermos mais sobre o grupo, O Coral Heavenly Voices, primeiramente agradece à Prefeitura de Florianópolis pelo incentivo à transformação socioeducativa através da arte. Tradição na cidade de Florianópolis em cantos Líricos, populares e religiosos, foi formado em 2015 para atender crianças e jovens de várias escolas, com a aprovação da Câmara de Vereadores e a prefeitura da cidade , conquistou neste ano o título de Ação Social Coral Heavenly Voices ao mesmo tempo, que vem fazendo uma enorme campanha para conseguir patrocinadores para levar os seus cantores que vieram de escolas públicas, para irem cantar na Flórida em janeiro de 2020. O nosso objetivo é transformar sonhos em objetivos e objetivos em realidade através de muito foco no nosso trabalho, força de vontade e fé em Cristo Jesus. O Nosso coral canta na Catedral Metropolitana de Florianópolis todos os terceiros domingos do mês às 18:00 da tarde e temos fé que com o envolvimento da sociedade poderemos tornar o sonho de levar estas crianças e jovens para a irem cantar na Florida, Realidade . “We can make this dream come true”!

CORAL DA SECRETARIA DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Gilson Bender Alves

À frente do Coral da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, GILSON BENDER ALVES iniciou seus estudos musicais de teoria musical, canto e piano no Instituto dos Meninos Cantores de Petrópolis/RJ – Canarinhos de Petrópolis. Participou do Coral Municipal de Petrópolis, Coral da Universidade Católica de Petrópolis, entre outros. Em 1997 foi pianista acompanhador do Coral Laos Deo, do Colégio de Aplicação da Universidade Católica de Petrópolis no “Disney Magic Music Days” em Orlando – Flórida – Estados Unidos. Fundador do quarteto de música sacra Theatro Gregoriano Estrada Real onde atuou como barítono até julho de 2019. Fundador do Coro Masculino BIENIAS & PRIM. Leciona canto, teclado e teoria musical nos cursos livres de música da Escola de Música Santa Cecília em Petrópolis/RJ.

Informações do Grupo

O Coral da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro foi instituído pela Portaria PCERJ Nº 613, em 2012, pela então Chefe da Polícia Civil Dra. Martha Mesquita da Rocha. A atividade policial, por sua própria natureza, é um grande fator de desencadeamento de estresse. O canto funciona como uma terapia antiestresse, além de ajudar na autoestima. A qualidade de vida do indivíduo também depende da qualidade de vida no trabalho, uma vez que este assume papel central na vida das pessoas. Norteado por essas idéias, o Coral da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro se apresenta em diversos eventos oficiais, com destaque para missa anual que ocorre no Santuário do Cristo Redentor, durante as festividades e homenagens que marcam a semana do policial civil (última semana do mês de setembro). Em 2018 o grupo foi premiado com certificado OURO no Festival Internacional de Coros de Curitiba/PR – CANTORITIBA, na categoria Iniciante Popular. O coral participou do 10º Encontro de Corais de Saquarema/RJ realizado nos dias 12 e 13 de julho de 2019.

CORAL MUNICIPAL DE APIÚNA

Ana Cláudia Dalri

Ana Cláudia Dalri, nasceu em Presidente Getúlio-SC no dia 26 de julho de 1987 e reside desde então em Apiúna-SC. Licenciada em Música pela Universidade Regional de Blumenau (FURB) e pós-graduada em Arte e Educação pela Uniasselvi. Atua nos municípios de Apiúna e Ibirama como professora de música, ministrando aulas de teclado e regente dos corais: Coral Municipal de Apiúna, Coral Verbo Divino, Coral Infanto Juvenil Cativar e Grupo Ofertório.

Informações do Grupo

O Coral Municipal de Apiúna foi fundado 1991 por iniciativa da Srª Sueli Moser, Secretária Municipal de Educação e Cultura do Município de Apiúna-SC da época, na ocasião, sob regência do maestro Manoel Miguel de Simas. Após hiato, em 1996 a Srª Sueli Moser reintegrou novamente o Coral Municipal de Apiúna. Assumiu a regência do coral em março de 2011, a maestrina Ana Cláudia Dalri. Em 2013, O coral passou a integrar a Liga Cultural e Recreativa Vale do Itajaí, situada na cidade de Blumenau. A liga realiza encontros de corais anualmente e conta com 28 corais. Na cidade de Forquetinha-RS, participou do 9º Encontro de Corais na Primavera. Em 2016 gravou o primeiro CD, intitulado “Apiúna em Canto”, com uma seleção que buscou valorizar a música popular brasileira, compositores catarinenses, dando destaque ao Hino de Apiúna e Exaltação de um povo. O lançamento foi realizado no mesmo ano e contou com grande público. O coral participa de encontros de corais, eventos municipais, apresentações culturais e celebrações religiosas. O repertório é variado, composto por música popular, folclórica e sacra. Atualmente o Coral Municipal de Apiúna conta com 30 componentes distribuídos em 4 naipes: sopranos, contraltos, tenores e baixos. Fazem parte da coordenação: Roberto Dalri, Priscila Fernanda Frainer, Inácio Kahl e Valdecir Peters. Conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Apiúna através da Secretaria de Educação e Cultura.

CORAL NOSSA SENHORA DA LAPA

Miguel Philippi

Iniciou seus estudos em música no Conservatório de Música do Seminário Santo Antônio no Estado de São Paulo. Foi aluno do curso de Graduação em Música na Universidade do Estado de Santa Catarina. Participou do curso de regência coral do Festival de Música de Santa Catarina. Aperfeiçoou-se no estudo de técnica vocal com a soprano Masami Ganev. Atualmente, é aluno de órgão de tubos da professora Jeanine Mundstock. É regente dos grupos corais Associação Coral Santíssima Trindade (Trindade – Fpólis), Coral Nossa Senhora da Lapa (Ribeirão da Ilha – Fpólis), Vozes do Mar (Caieira da Barra do Sul – Fpólis), Cantores de São Francisco de Assis (Jurere Internacional – Fpólis), Vozes de Jurerê (Jurere Internacional – Fpólis) e Cantoria da Associação Catarinense do Ministério Público. Desde 2012 atua na preparação do Coro para a tradicional Procissão anual do Senhor dos Passos de Florianópolis. Foi coordenador do Setor de Música e Canto Litúrgico da Arquidiocese de Florianópolis, sendo atualmente assessor deste setor. É compositor de música litúrgica, e desde 2016 participa dos encontros anuais da Equipe de Compositores e Letristas da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Informações do Grupo

O Coral Nossa Senhora da Lapa iniciou suas atividades em maio de 2013. Coro litúrgico, tem por principal objetivo cantar Missas e celebrações na Matriz e comunidades da Paróquia Nossa Senhora da Lapa, que abrange os bairros da região Sul de Florianópolis. O grupo participa também de encontros de corais, concertos natalinos e celebrações religiosas em Florianópolis e outras localidades do Estado de Santa Catarina.

CORAL – ORQUESTRA SINFÔNICA DE LAGES

Joed Jeffer Ferreira de Mello

Bacharelado Regência Musical, Formação Musical em Teoria Musical e Solfejo; · Bacharel em Administração; · Extensões Universitária em Cursos de Regência de Orquestra, Coral e Prática Instrumental; · Pós Graduado em Marketing; · MBA – Gestão em Projetos · Cursando último período em Licenciatura em Música. Possui trabalhos sociais já executados em : · Projeto Vita-E, Aulas musicais gratuitamente para crianças carentes dos bairros dos municípios do Planalto Serrano; · Concertos aberto ao público nas Escolas Estaduais de São Joaquim, Urubici, Urupema, Lages, Rio Rufino, Bom Retiro e Bom Jardim da Serra. · Oficinas Gratuitas de Canto Coral nos municípios concentrados na região Sul de Santa Catarina; · Apresentações Culturais no Alto Vale do Itajaí e Região da AMURES. · Apresentações e Concertos abertos ao público com o Coral e Orquestra Sinfônica de Lages no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Atualmente atua como: · Professor e Regente do Coral Municipal Cantos da Serra do município de Urupema; · Professor da Escola de Música e Regente do Coral da Orquestra e Orquestra Sinfônica de Lages; · Regente Coral Martin Luther da Comunidade de Confissão Luterana em Lages; · Professor e Regente da AOSV (Associação Orquestra Sinfônica de Vacaria – RS); · Diretor Artístico Projeto Itinerante Orquestra Sinfônica de Lages; · Regente do Coral Institucional Flex Call Center na Unidade de Lages; · Professor e Regente de Técnica Vocal e Musicalização no município de Correia Pinto/SC.

Informações do Grupo

O grupo de Canto Coral da Orquestra Sinfônica de Lages iniciou suas atividades em 2010. Sua atual formação, conta com 26 coralistas, sendo essa formada a 06 meses. Participam pessoas de toda a sociedade dos mais variados segmentos profissionais, sociais, objetivando assim, a sociabilização. Em seu repertório agrega interpretações de músicas clássica, contemporânea e música popular brasileira, além de se apresentarem para toda a comunidade lageana e região, participam também de Encontro de Corais em vários municípios de Santa Catarina e concertos aberto ao público juntamente com a orquestra Sinfônica de Lages com o Concerto “Uma Noite de Natal”. O grupo tem como objetivo principal além de vários projetos que realiza a propagação não só da cultura local, mas como um todo, abrilhantar as mais diversas datas festivas oportunizando assim, o envolvimento e intercâmbio com todos os outros seguimentos culturais existentes. Em sua atual formação, participam pessoas de toda a sociedade, tendo em suas características a inclusão social e o acesso à Música e à Cultura. O Coral realiza apenas um ensaio semanal sendo este, todas às segundas-feiras na Fundação Cultural de Lages e tem como regente o Sr. Joed Jeffer.

CORAL SANT´ANA IN CONCERT

Laisla Cristina Lamin

Licenciada em Música pela Universidade Regional de Blumenau. Professora de Música na Rede Municipal de Educação de Indaial e Regente de canto coral infantil.

Informações do Grupo

O Coral Santa´Ana In Concert iniciou suas atividades no dia 07 de março de 2018, proveniente de um admirador das linguagens artísticas. Atualmente, conta com 34 coralistas, com idade entre 09 a 13 anos, todos e todas, estudantes da Escola Básica Professora Úrsula Kroeger, localizado na cidade de Indaial – SC.

Coral do Colégio Elisa Andreoli

Lorena Piacente

Iniciou seus estudos musicais em piano aos quatro anos de idade. Estudou técnica vocal por seis anos e teve como professoras as renomadas cantoras líricas Carla Domingues e Alícia Cupani. Participou de diversas apresentações musicais como cantora solista e em grupo. Participou da montagem acadêmica da Operetta As Sete Caras da Verdade de Nico Nicolaiewsky, do Fantasma da Ópera de Andrew Lloyd Webber e da Ópera La Traviata de Giuseppe Verdi. Participou também de palestras e workshops nas áreas diversas de música e corpo, como as oficinas de eurritmia, o curso de regência com o maestro alemão Hans-Peter Shurz e do workshop de técnica vocal com Cecília Arellano. Atualmente trabalha como professora de Musicalização no colégio Elisa Andreoli e como regente do coro escolar. Rege também com o grupo vocal Vozes do MarAzul.

Informações do Grupo

O Coral do Colégio Elisa Andreoli é um projeto extracurricular gratuito formado por 64 alunos do primeiro ao sexto ano, caracterizando-se como atividade artística-cultural incentivando o canto, a percepção musical bem como a autoexpressão de cada um dos integrantes. O grupo existe há mais de 20 anos e é regido pela Professora de Musicalização Lorena Piacente desde 2016, contando com o auxílio do Professor Itamar Filho desde 2018. O repertório é formado por canções sacras e seculares com arranjos até três vozes.

ABARÉ

Cristian Gonçalves

Natural de Florianópolis, o maestro Cristian Gonçalves atua intensamente na cena coral de Florianópolis desde o ano 2001, sendo fundador do coral Vozes do Divino como menino cantor. Atua profissionalmente como, cantor, regente, regente assistente, professor de canto, professor de educação musical infantil e especial, professor de flauta doce, compositor e arranjador. Desenvolveu trabalhos na EEB Padre Anchieta, EEB Hilda Theodoro Vieira, NAE – núcleo Arte- educação (Irmandade do Divino espírito Santo), Academia Livre de Música, Escola Allegro Vivace, Escola Camerata Florianópolis, Sonorità Espaço Musical, H7 Escola de Música, Associação Coral Hospital Florianópolis, Coral do Imperial Hospital de Caridade, Polyphonia Khoros. Possui especialização em educação musical infantil, educação musical especial, canto e regência coral. Atualmente dirige os grupos: Abaré, grupo vocal; Coral São Luiz e Coral Tons de Luz participando também do Grupo Cantus Firmus como cantor e do Madrigal da UDESC como cantor e regente. Desenvolve no projeto CEAFIS as ofinas de flauta doce, musicalização infantil e o Coral Tons de Luz desde maio de 2019.

Informações do Grupo

O Abaré foi idealizado e criado pelo seu diretor, Cristian Gonçalves em outubro de 2018, na cidade de Florianópolis, tendo feito sua estreia num congresso do SINTE/SC. O grupo iniciou como quarteto e hoje conta com 7 cantores. O objetivo do Abaré é explorar o repertório de música vocal/coral, tendo o foco em composições e arranjos brasileiros. Em agosto de 2019, Abaré foi premiado com o 2º lugar na mostra competitiva do Festival de Corais de Joinville.